Arm Genética

A ideia de ter um VMS em sua propriedade era um desejo do Sr. Armando Rabbers desde que ele iniciou na atividade em 2007, quando tinha 7 animais e ordenhava-os à mão. Ao se decidir pelo investimento na atividade leiteira, seu irmão, Lucas Rabbers, indicou a ele uma matéria que falava sobre a ordenhadeira robotizada. Ali nasceu o desejo do produtor em ter um sistema como aquele.

Foram meses de negociações com a DeLaval, visitas à fazendas na Europa e definições de layout, construção e orçamento. Finalmente em fevereiro de 2012 a fazenda começou a construir o sistema que ficou pronto e começou a operar em outubro de 2012, o que a tornou a 1ª propriedade leiteira a utilizar um sistema de ordenha robotizado. Atualmente são 320 animais no rebanho e 130 vacas nos dois VMS™ da propriedade.

A DeLaval e a equipe da Fazenda Santa Cruz de Baixo comemoram o primeiro aniversário do VMS™, em março de 2014. Conversamos com Armando Rabbers para sabermos como anda sua vida após a revolução em sua produção de leite com o sistema de ordenha robotizada.

1. Conte-nos sua história como produtor e como se decidiu pela atividade leiteira. 

Como sou filho de um dos pioneiros da colônia Castrolanda, descendente de família tradicional do leite, até os 20 anos de idade trabalhava junto à família na Leiteria. Com o tempo dividimos os trabalhos entre os filhos, e eu me encarreguei da Agricultura e suínos. Passados os anos, melhor estruturado na atividade, tive a intenção de diversificar, com pecuária e agricultura, pois temos no inverno área para produzir forragem para os animais. Outro grande motivo foi a construção da Unidade de Beneficiamento de Leite pela Cooperativa Castrolanda, que parou de vender no mercado spot, dando maior segurança aos cooperados de entrega do seu produto.

2. Porque você decidiu investir no VMS™? 

Após a visita que fizemos em várias fazendas na Europa, percebi que os animais ordenhados em um sistema de ordenha robotizado expressavam bem estar e mais conforto do que em outros tipos de sistemas. Um ponto muito importante na decisão está relacionado ao sistema de gerenciamento de rebanho: o VMS™ oferece informações detalhadas e precisas sobre a saúde e desempenho de cada vaca. Além disso, percebi também que os funcionários e donos da fazenda tinham uma qualidade de vida melhor.

3. O que mudou na sua propriedade e na sua vida após este primeiro ano da chegada do VMS™?

Antes do robô, a rotina de trabalho era bem mais árdua. A gente tinha horários fixos para ordenhar as vacas. Hoje já é bem mais tranquilo, não temos horários fixos e o robô trabalha sozinho. Agora, a gente dedica o tempo ao manejo e às análises dos relatórios que o sistema fornece sobre toda a produção. Além disso, instalaamos a Feed Station™ (cabines de suplementação de ração) o que me permite dosar a quantidade de ração conforme a produção de leite e estágio da lactação. Conseguimos identificar qualquer problema fisiológico nos estágios iniciais, tanto problemas de mastite como quedas no consumo de concentrado, possibilitando uma decisão e tratamento mais rápido.

4. Quais são os resultados conquistados depois de 1 ano de experiência com o VMS™?

Alcancei todas as metas. Meta de produtividade estabelecida foi acima de 35kg por animal por dia, conquistei um pico de 39kg. Em qualidade do leite, a meta para CBT foi de máximo de 10.000 CBT/ml, já cheguei a atingir um nível mínimo de 3.000 CBT/ml em uma das coletas de leite. Para CCS, estou conseguindo superar a meta estabelecida de 250.000CCS/ml – já atingimos um mínimo de 180.000. Isso tudo sem contar a tranquilidade. Agora tenho mais tempo para planejar o futuro da minha propriedade. É outra vida!

Principais estatísticas:

Arm Genética

Castro , Paraná, Brasil

TAMANHO DO REBANHO:

320

TIPO DE REBANHO:

Rebanho de vacas

SISTEMA DE ORDENHA:

Ordenha automatizada

At DeLaval we use cookies to make your website experience better. You can change your web browser settings if you do not allow cookies or do not want cookies to be saved. Read more about how DeLaval handles cookies. I have read and accepted the information on how DeLaval handles cookies.